TABELA IMPOSTO DE RENDA 2019 → CONFIRA AS ALÍQUOTAS

Vamos por meio deste artigo tirar dúvidas dos contribuintes sobre as alíquotas da tabela Imposto de Renda 2019, para quem é obrigatório declarar imposto de renda e um passo a passo de como preencher sua declaração.

Criado no dia 31 de dezembro do ano de 1922 com a missão de investir no crescimento das áreas da saúde, educação e desenvolvimento urbano, o imposto de renda se tornou a maior arrecadação do governo federal a partir do ano de 1979, seguindo as leis fiscais.

Tabela Imposto de Renda 2019

A imposto de renda tabela 2019 é utilizada para calcular o valor que deveria ser descontado na fonte dos contribuintes durante o ano-base, tendo como base a soma todos os rendimentos do contribuinte.

TABELA IMPOSTO DE RENDA 2019

Com este resultado esta tabela permite indicar o valor ou porcentagem de imposto de renda 2019 que cada contribuinte deve pagar apresentando cinco faixas à tabela, possibilitando um calculo referente aos rendimentos mensais do contribuinte. Ficando fácil calcular a alíquota e parcelas a deduzir do IR.

Alíquotas da Tabela Imposto de Renda 2019

TABELA IMPOSTO DE RENDA 2019

A Receita Federal com a simulação da alíquota efetiva visa mostra de forma mais transparente o valor da parcela do imposto d que realmente deve ser deduzido dos rendimentos dos contribuintes.

A entidade deixa disponível um aplicativo, que deixa claro para os contribuintes que desejarem verificar as alíquotas, que hoje são: 0%, 7,5%, 15%, 22,5 e 27,5%.

Todos os contribuintes que moram no país ou fora mas que tenham rendimentos que se originam em território nacional, tem que ter o conhecimento da tabela Imposto de renda, pois as alíquotas são reajustadas anualmente, e com este conhecimento não será pego de surpresa e saberá o valor do imposto a ser pago.

As alíquotas são calculadas sobre o valor bruto mensal de cada contribuinte. Contribuintes que tenham rendimentos mensais abaixo de R$1.903,98 ficam isentos destas alíquotas.

Quem deve fazer a Declaração de Imposto de Renda 2019?

Para facilitar o seu entendimento, separamos a seguir as situações em que devem se enquadrar o cidadão para declarar o Imposto de Renda. Confira e tire sua dúvida:


01. Todo contribuinte que tenha emprego formal, aposentados e pensionistas com rendimentos anuais acima de R$28.550,70 ou mensal acima de R$1.903,98, devem declarar o imposte de renda 2019.


02. Trabalhador rural que tenha seus rendimentos anuais brutos acima de R$128.308,50, devem declarar o imposto de renda.


03. Contribuinte que possuam bens (casa, carro, barco, entre outros) que tenham valor acima de R$300.000,00 devem comprovar imposto de renda.


04. Contribuintes que tem alienação de bens ou serviços e que tenham investimentos em bolsas de valores de marcados e similares devem declarar imposto de renda.


05. Pessoas que vieram morar em território nacional em qualquer data do ano base devem declarar imposto de renda.


06. Contribuintes com ganhos tributáveis não tributáveis ou com isenção direto na fonte que o valor fique acima de R$40.000,00.


Como fazer a Declaração de Imposto de Renda 2019?

Vamos ao passo a passo para preencher a declaração anual do imposto de renda. O primeiro deles é baixar o programa da Receita Federal através do em endereço: idg.receita.fazenda.gov.br.

Muito importante ter os seguintes documentos:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Informe de rendimentos;
  • Comprovantes de planos de saúde e dentário;
  • Comprovantes de doações a instituições de caridade, abrigos, etc.

É importante ressaltar que, para os dependentes e alimentações será necessário, apenas: nome completo, data de nascimento e CPF.

Veja como realizar a declaração a seguir:

TABELA IMPOSTO DE RENDA 2019


Passo 01 – Ao abrir o programa o contribuinte visualizar duas modalidades: uma de ajuste anual e outra de ratificação. Vamos escolher a opção de ajuste anual. Será necessário informar o CPF do titular da declaração. A outra modalidade serve para quem já entregou a declaração do imposto de renda mas faltou alguma informação ou informação errada.


Passo 02 – Identificação do contribuinte. Aqui colocaremos todas as informações do contribuinte, tais como:

  • Nome completo;
  • Título de eleitor;
  • Data de nascimento;
  • Nome;
  • CPF e data de nascimento do cônjuge;
  • Número da última declaração;
  • Endereço completo;
  • Telefones e E-MAIL.

Passo 03 – Dependentes. Nesta página colocaremos todas as informações dos dependentes: nome completo, CPF e data de nascimento. Lembrando que nesta página não lançaremos nenhum valor, pois já existe um calculo feito pela receita federal referente às despesas de cada dependente.


Passo 04 – Alimentados. Aqui colocaremos todas as informações dos alimentados. É preciso prestar atenção, pois na maior parte dos casos quem entra na declaração é o responsável pelo alimentado.


Passo 05 – Rendimentos tributáveis recebidos de pj pelo titular. Aqui colocaremos todas as informações contidas no informe de rendimentos, como rendimento anual, imposto retido na fonte, décimo terceiro salário, imposto retido na fonte sobre décimo terceiro salário e desconto previdenciário oficial.


Passo 06 – Rendimentos isentos e não tributáveis. Será necessário informar os rendimentos que não tem tributação. Exemplo: seguro por roubo, seguro-desemprego entre outros.


Passo 07 – Rendimentos sujeitos a tributação exclusivas/definitivas: nesta página colocaremos informações de vendas de bens.


Passo 08 – Imposto pago: nesta página colocaremos uma renda extra, como por exemplo: trabalhador formal que recebe pensão alimentícia.


Passo 09 – Pagamentos efetuados: aqui será necessário informar despesas com planos de saúde ou dentário e doações feitas as instituições de caridades ou instituições esportivas.


Passo 10 – Bens e direitos. Nesta página colocaremos as informações de bens em nome do titular.


Passo 11 – Verificar pendências. Essa página mostra se faltou alguma informação.


Passo 12 – Agora será necessário entregar e imprimir a declaração do imposto de renda.


Passo 13 – Se tiver imposto a pagar, será preciso imprimir a DARF do imposto de renda.


O mais importante e preencher sua declaração com bastante atenção e ser fiel as informações contidas no informe de rendimentos para que não cair na malha fina e pagar multas.

E caso tenha ficado com alguma dúvida sobre a tabela imposto de renda 2019, basta deixar o seu comentário logo abaixo. Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *